COMO SE PREPARAR PARA O PRIMEIRO EMPREGO:

1. Comece a pesquisar sobre o que gosta de fazer



Pense em quais são as atividades que te dá prazer em realizar, ou seja, o que realmente gosta de fazer. Você tem uma ideia das áreas nas quais se


i



magina trabalhando? Comece pensando sobre isso. O ideal é


que você pesquise sobre a rotina das carreiras que você se identifica.



Imagine que você queira uma vaga como atendente em uma


loja. Logo, você precisa gostar de lidar com o público. Pense nas atividades exercidas até hoje, ainda que durante a escola, e tente lembrar como você se sentia nessas situações.

Se sentir bem em determinada atividade vai ajudar a manter a sua motivação. E já que existem muitas áreas nas quais você pode atuar, comece por aquelas que você mais se identifica.

2. Tenha uma meta de carreira

Estabelecer uma meta de carreira é de extrema importância para construir a sua jornada no mercado de trabalho. Você quer ser empreendedor? Quer seguir uma carreira acadêmica?

Com essa meta definida, você consegue visualizar onde está e o que falta para chegar ao cenário ideal na sua vida profissional.

Você pode mudar a sua meta ao longo do tempo e isso não tem problema. No entanto, precisa desse passo inicial para construir uma estratégia eficiente. Se você deseja seguir a carreira acadêmica, por exemplo, ingressar em pesquisas durante a graduação é uma etapa importante.

3. Pense sobre suas competências

Você tem facilidade em comunicação? É uma pessoa que consegue exercer papeis de liderança? Pense nessas competências na hora de buscar o seu primeiro emprego, pois elas serão um diferencial na disputa pela vaga.

Por isso, é importante conhecer as competências comportamentais exigidas para cada cargo. Muitas empresas colocam essas exigências nos anúncios, mas você mesmo pode fazer a sua busca observando o perfil de quem já exerce a função.

Se você ainda tem dificuldades de comunicação, por exemplo, saiba que essa competência pode ser treinada e desenvolvida, assim como muitas outras.

4. Busque qualificações

Buscar cursos de qualificação ajuda a construir um currículo que chame atenção de empresas e recrutadores. Comece pelos básicos como Pacote Office. Depois, busque aquelas capacitações importantes para a área em que você vai atuar, como um curso de atendimento ao cliente, por exemplo.

Outra dica é buscar na internet cursos gratuitos ou com valor acessível de investimento. Muitos deles oferecem certificados de conclusão e podem ser encontrados em sites de universidades e até mesmo em plataformas como a Udemy. Esta também pode ser uma oportunidade de aprender um novo idioma.

5. Faça serviço voluntário

Você sabia que também pode colocar a sua experiência em trabalho voluntário no currículo? Descreva todas as suas atividades e responsabilidades. Mesmo que o papel desempenhado não tenha necessariamente uma relação direta com a vaga na qual pretende atuar, essa experiência pode dizer bastante a seu respeito.

Isso em razão de você ter a oportunidade de desenvolver competências comportamentais como liderança, comunicação assertiva, negociação, etc. Atualmente, essas caraterísticas são muito requisitadas como diferenciais no processo seletivo de quem busca uma vaga.

6. Busque programas de inserção no mercado

Existem alguns programas que ajudam na busca o primeiro emprego. Um deles é o Jovem Aprendiz, voltado para estudantes entre 14 e 24 anos. No curso, os alunos passam por capacitações para o mercado de trabalho intercaladas com oportunidades práticas em empresas. Muitos deles acabam sendo efetivados após a experiência.

7. Inscreva-se em oportunidades como Trainee


Uma das formas de conseguir o primeiro emprego é participando de programas de Trainee. Nessas oportunidades oferecidas por grandes empresas, jovens são treinados para exercer futuros cargos de liderança.

Você pode saber mais sobre isso neste post aqui.

8. Tenha um networking

Construir um networking é fundamental para chegar até aquelas vagas que não são divulgadas da forma tradicional. Segundo pesquisa do LinkedIn 80% das vagas são fechadas por indicação. Mas atenção: construir essa rede de contatos precisa de alguns cuidados.

O networking é baseado na troca. Se você procura determinado profissional para pedir uma oportunidade já no primeiro contato, isso não é networking. Dessa forma, a pessoa pode sentir que você chegou até ela apenas com esse interesse e você acaba tendo a sua imagem prejudicada.

Ao iniciar um novo contato, conte os motivos pelos quais você admira o profissional e porque é uma referência para você. Convide para tomar um café e conhecer mais sobre o seu trabalho, mas jamais faça pedidos de indicação em uma primeira abordagem. Isso acontecerá naturalmente se você souber construir o seu networking.

9. Cuide da sua marca pessoal

Cuidar da sua marca pessoal é pensar de forma estratégica a imagem que você passa como profissional.

Sabe aquele e-mail com um apelido carinhoso ou que faz referência ao seu time de futebol? Ele não é adequado para estar no currículo. Prefira algo simples e que passe seriedade como nome.sobrenome@gmail.com

Isso serve também para as suas redes sociais. Elas falam muito sobre você e podem ser consideradas na hora de uma contratação. Então, reflita sobre a imagem que você passa em seus perfis na internet e aprenda a utilizá-los a seu favor.

Ainda que você não esteja atuando no mercado, que tal arrumar uma forma de contar sobre as experiências que adquiriu em um curso de qualificação, em um hobby ou até mesmo no seu estágio voluntário? Redes como o LinkedIn podem ajudar nessa etapa!

Iniciativas como ess ajudam a construir autoridade e ser lembrado – duas coisas importantes para quem busca uma oportunidade de trabalho.

10. Prepare-se para a entrevista

Se você recebeu o convite para uma entrevista de emprego, precisa mostrar que sabe fazer o seu dever de casa. Pesquise sobre a empresa e a vaga que está sendo ofertada. Com isso, você conseguirá absorver conhecimentos que podem ser utilizados nas suas respostas e até mesmo formular perguntas ao recrutador, sem ficar com receio de cometer alguma gafe.

Também faz parte dessa preparação conhecer o perfil da empresa para se vestir de forma adequada. Além disso, prepare-se para chegar com antecedência ao local da entrevista, já que atrasos não são vistos com bons olhos.

11. Sempre fuja de informações falsas

Não tenha receio da sua falta de experiência. Como acabamos de ver, ela pode ser compensada com muitos outros pontos no seu currículo. Então, JAMAIS forneça alguma informação que não for verdadeira, seja no currículo ou na entrevista.

Como suas habilidades podem ser testadas, caso tenha mentido em algum momento, você pode entrar em uma saia justa, prejudicar a sua imagem e fechar futuras portas. Se não for possível conquistar esta vaga, outras vão surgir. É fundamental deixar uma boa impressão por onde você passa.

247 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo